Moradores do interior de SP apostam em energia solar para economizar na conta

Em 2014, pouco mais de 400 pessoas usavam o sistema e, apenas dois anos depois, o número subiu para

sete mil, segundo a Aneel.

O número de consumidores brasileiros que produzem a própria energia aumentou mais de 17 vezes nos

últimos anos no Brasil, segundo a Aneel. De acordo com a agência, em todo o país, eram 431 casas e

empresas em 2014 contra mais de sete mil em dezembro de 2016.

A maioria desses consumidores usa a luz do sol como fonte geradora. No interior de São Paulo, com sol

forte durante praticamente o ano inteiro, o cenário não é diferente. O empresário Marcelo Von Gal, que

trabalha na área, afirma que o investimento vale a pena e se paga no decorrer dos anos. A instalação de

um sistema de geração de energia solar fotovoltaica tem vida útil aproximada de 25 anos.

“O investimento compensa, porque dá um retorno do dobro da poupança,

paga-se o investimento em torno de cinco anos e vale muito a pena.

A instalação é fácil, uma casa pronta, por exemplo, não precisa mexer em

nada na casa. É muito simples a instalação”, afirma.

Moradores do noroeste paulista têm conseguido economizar na conta de luz ao investir em equipamentos

que aproveitam energia solar. Com o sistema de captação de energia solar, o consumidor consegue

reduzir a conta de luz no fim do mês. O comerciante João Ferreira Júnior investiu em painéis solares

capazes de gerar 400 quilowatts/hora (kWh) por mês. O investimento foi feito logo após ele mudar

para uma casa maior.

“Sabia que os gastos com a energia elétrica seriam maiores, mas não imaginei

que seria tanto. Quando chegou a primeira conta de luz paguei por volta de

R$ 500″, lembra.

Após a instalação de metade dos painéis de energia solar, ele já percebeu o resultado. O comerciante

afirma que o valor da conta de luz despencou para R$ 150 por mês. “Faz 14 meses que mudei e, se eu

não tivesse instalado os painéis, pagaria mais de R$ 800 de consumo”, diz.

O presidente de uma empresa que vende kits de energia solar em Rio Preto, Marcelo Von Gal, diz que a

procura nos últimos dois anos aumentou mais de 20 vezes.

“O preço comercializado reduziu muito e o pessoal tem notado que vale a pena,porque o retorno é garantido. Isso porque o imóvel consegue produzir a própria

energia com os painéis e a conta de energia pode ser reduzida em até

90%” , afirma.

E não são apenas residências que apostam na fonte limpa para gerar energia. Um dos primeiros locais a

instalar os painéis de energia solar em São José do Rio Preto (SP), por exemplo, foi um condomínio de

escritórios, com mais de 200 salas.

O conselheiro do condomínio, Luís Origa de Oliveira, diz que foram investidos R$ 48 mil nos painéis de

energia solar, que geram cerca de 12% de toda a energia consumida no local. Com a economia, o

condomínio já estuda a instalação de mais 40 placas até o fim do ano. “Ao longo do último ano,

acompanhamos a redução nas contas de quase 30%, o que fomentou a ideia de ampliação do sistema”,

afirma o conselheiro.

A empresária e inquilina do condomínio Jamili Esquelino torce para os dias ensolarados prevalecerem.

“Trabalhamos com estúdio de fotografia, tem o uso do ar condicionado e foi notável a diferença na

conta de energia. Além ser uma fonte melhor para o meio ambiente”, diz.

 

FONTE: SINDICO NET